Archive for novembro, 2010

Karatê kid

A imagem do dia….

Sou blogueiro por paixão e profissão, mas não sou blogueiro-fotógrafo semelhante a Daniella Orca.

Ontem, porém, me arrisquei usando o meu celular registrar a atividade das alunas do mais educação da Escola Aldebaro klautau, onde a professor Johnny ensina karatê para nossas crianças.

Vejam a foto:

Comigo é assim: windows bom é o windows formatado.

Mais um Ubuntu instalado na secretaria da escola.


Fotos: Arquivo pessoal.

novembro 30, 2010 at 4:36 pm Deixe um comentário

Marcas do que se foi…

Domingo é o dia que costumo acordar mais tarde. Esse é um hábito que cultivo desde a minha infância. Uma infância feliz que passei no bairro do Jurunas jogando futebol, empinando pipa e pertubando os moradores que residiam na passagem Tomás Rego.

O meu relógio biológico tem essa característica, o que faz com que as atividades que desenvolvo sejam executadas de forma mais lenta ao raiar do dia, e se acelerem conforme a terra vai executando o seu movimento rotineiro em torno do seu próprio eixo.

À medida que o tempo passa mais elétrico eu fico. Assim, vou me transformando em uma máquina de trabalhar e de realizar tarefas.

Hoje, o domingo amanheceu diferente. Acontece que na casa do meu vizinho que vi garoto, mas que agora já é um homem feito, eram executadas músicas natalinas. Acordei com a sensação de que o mês de novembro, finalmente, tinha alguma serventia. Sempre tive a impressão que o décimo primeiro mês do ano não tinha utilidade ou servia apenas para preparar a chegada de dezembro, o mês do natal, das chuvas e que me trás lembrancas de fatos que marcaram minha história de vida.

Uma canção, em especial, me fez lembrar do último ano que estudei na Escola Estadual Lauro Sodré, a letra falava de sonhos e nos alertava sobre a passagem do tempo.

Tudo se passou muito rápido naquele ano letivo, onde fui aprovado sem muita dificuldade para a primeira série do chamado segundo grau. Minha mãe e meu pai devem ter ficado orgulhosos do meu feito, pois o Lauro – era assim que carinhosamente nós chamávamos a escola, era muito conceituado pela população.

A disciplina na escola era um diferencial. Marcelino era um inspetor que todos nós respeitávamos. Quando o víamos cruzar os corredores – com aqueles passos de cisnes, andando em meio a um lago brilhoso de madeira, aquele lindo piso sempre encerado e limpo, imediatamente a disciplina e a ordem eram restabelecidas em todas as salas de aula.

Orgulhava-me de ser aluno daquela escola. Adorava frequentar as aulas e os amigos que fiz naquele ano que encerrei meu primeiro grau.

Lembro-me do Jorge, da Sônia e de tantos outros alunos(as) da minha turma. O Jorge era um dos melhores alunos da escola. Ele queria conquistar a Sônia, por isso eu sempre procurei aproximar os dois. Jorge era brilhante em Matemática, mas ainda não havia aprendido a resolver as célebres equações da sedução.

Naquele final de ano organizamos a festa de amigo oculto. Foi nossa despedida. Numa bela tarde trocamos presentes, balbuciamos algumas frases, juras secretas de amizade eterna e partimos para uma nova fase de nossas vidas. Mais tarde lembrando daqueles momentos aprenderia seu signficado. Naquele dia sem saber havíamos virado uma página de nossas vidas. Não teria mais volta…

As juras secretas de amizade nunca foram concretizadas.

Após aquela confraternização nunca mais nos encontraríamos. A vida seguiu seu curso, mas a letra da canção que embalou aquela despedida ficaria guardada em algum cantinho da minha memória episódica, meio que adormecida em algum lugar de meu cérebro, que os profissionais da Neuropsicologia chamam de memória a longo prazo. A ciência é assim mesmo, chata e tem muita dificuldade para explicar coisas que um poeta definiria em apenas um verso.

Aquele ano acabou à meia noite de um trinta e um de dezembro, onde homens comuns, senhores da arte da pirotecnia coloriam o céu de Belém. O novo ano foi parido de nossos melhores desejos sem que Jorge fosse aprovado na disciplina ministrada por Cúpido.

Aprendi, então, que a vida jamais seria a última página de um conto romântico.

Acordei com a harmonia daqueles versos simples composto Roberto Pera e Flecha percorrendo o meu quarto. Lembrei-me, então, daqueles dias felizes que passei na escola ao lado dos meus professores e de meus colegas, que nunca mais encontraria e uma pergunta se tornou inevitável:

Onde andará Jorge, Sônia e toda aquela ingenuidade que marcou nossa juventude?

Veja o vídeo:

novembro 28, 2010 at 9:21 pm 1 comentário

Ei leitor(a)….

E sempre que você sentir a dor,

Ei leitor(a), detenha-se,

Não carregue o mundo nos ombros.

Aproveitem a vida e tenham um bom final de semana.

Até segunda-feira !!!!!!

Fiquem com o vídeo  do Youtube:


novembro 26, 2010 at 3:41 pm Deixe um comentário

A hóspede

Hoje encontrei com o Matusalém da educação, o meu amigo Professor Aguiar. Ele pontualmente frequenta a praça do Conjunto Satélite exatamente quando o ponteiro do Big Ben marca dezoito horas. Ele faz isso à dezena de anos. Os habitantes do Sat afirmam que nessas três décadas ele nunca atrasou sequer um segundo.

Parei o carro, desci e me dirigi ao velho educador que filosofava sentado no banquinho que fica a sombra de uma acácia. É ali que aprendo ótimas lições de vida com o nosso querido decano.

Acontece que Aguiar, desta vez, não quis falar sobre política externa ou sobre educação. Aguiar foi direto ao ponto:

– É verdade, meu pupilo, que a namorada de Yuri está residindo em sua casa?

Considerei estranha aquela arguição do venerável educador. Aguiar nunca se dispõe a discutir questões relacionadas com a minha vida privada. Por quê agora me questionaria sobre o fato da namorada do meu filho estar residindo na casa de número mil e trinta do Conjunto Satélite?

De qualquer forma sua pergunta me provocou alguns questionamentos e me levou a pensar sobre a possibilidade levantada pelo ilustre educador.

Comecei a atentar para a situação mencionada pelo filósofo da praça nos dias que seguiram o nosso rápido encontro.

Acordei para tomar café e Raiza já se encontrava a mesa tomando o seu. Na hora do almoço discutimos sobre o meu blog e ela que estuda na Faculdade Letras deu uma revisada no texto que iria publicar. Fui para o klautau e depois para o Palmira e ao chegar em casa Yuri foi buscá-la na Universidade e depois foi preparar uma Pizza para os dois jantarem.

Alías, a Pizza que ele faz é horrível, mas sua namorada parece adorar. Coisas do amor!

Pela manhã entrei no quarto e encontrei muitas peças de roupas que pertencem a Raiza. Tudo arrumado no guarda-roupa que Yuri ganhou quando fez seu aniversário de doze anos. Naquela época nem cogitava a possibilidade de que sua namorada pudesse dormir em nossa casa.

Todos os dias eu e ela nos encontramos em algum compartimento da casa. Uma casa projetada para abrigar uma família constituida por uma mãe, um pai, um filho e dois belos cachorrinhos, mas que agora parece alojar mais uma alegre e divertida hóspede.

O questionamento do Professor Aguiar não me saía da cabeça. Martelava meu cérebro como se fosse a sonda exploradora da Dr. Vanda, a dentista que acha que pode consertar os meus dentes e que me submete a sucessivas sessões de tortura.

Foi, então, que tomei uma decisão e resolvi, de uma vez por todas, tirar essa história a limpo.

Chamei Yuri em meu quarto e com um ar de inquisitor perguntei:

– Meu filho, diga a verdade, Raiza está morando conosco?

Yuri, convicto e com sorriso franciscano retrucou:

– Velho não esquenta, nós só jogamos videogame juntos.

E aproveitou a oportunidade para pedir uns trocados para comprar jogos de RPG.

Caro leitor, qual o significado dessa resposta?

Afinal, Raiza e Yuri juntaram seus trapinhos??????

Imagem: Google

novembro 26, 2010 at 12:29 am 3 comentários

Um e-email animador!!!!

Recebi este e-mail. É muito bonito:

Cavalcante,

AVANCE SEMPRE !!!

Na vida as coisas, às vezes, andam muito devagar.
Mas é importante não parar.
Mesmo um pequeno avanço na direção certa já é um progresso, e qualquer
um pode fazer um pequeno progresso.
Se você não conseguir fazer uma coisa grandiosa hoje, faça alguma coisa
pequena.
Pequenos riachos acabam convertendo-se em grandes rios.
Continue andando e fazendo sempre o bem.
O que parecia fora de alcance esta manhã vai parecer um pouco mais
próximo amanhã ao anoitecer se você continuar movendo-se para frente.
A cada momento intenso e apaixonado que você dedica a seu objetivo, um
pouquinho mais você se aproxima dele.
Se você para completamente é muito mais difícil começar tudo de novo.
Então continue andando e fazendo o que realmente vc gosta.
Não desperdice a base que você já construiu.
Existe alguma coisa que você pode fazer agora mesmo, hoje, neste exato
instante.
Pode não ser muito mas vai mantê-lo motivado.
Vá rápido quando puder. Vá devagar quando for obrigado.
Mas, seja, lá o que for, continue caminhando.
O importante é não parar!!!

AS ESCOLAS PRECISAM MUITO DE VOCÊ POR PERTO.

Um grande abraço,

 

Imagem: Google

novembro 24, 2010 at 3:51 pm 1 comentário

Eu, meus alunos(as) e o futuro.

Ontem, na Escola Aldebaro Klautau, fiquei observando admirado os meus alunos(as) que frequentam a sala de informática.

A forma tranquila e rápida que imprimem a sua relação com as novas tecnologias, especialmente com a internet, me chamou atenção.

Entram na sala, ligam o computador, um clique no firefox e lá vão eles para rede de relacionamento social ou para o Youtube. Outros preferem navegar nos blogues ou acessar o twitter.

Fico refletindo sobre quem são os nossos alunos (as), o que pensam, como é o mundo que habitam?

Tenho certeza que as suas experiências de vida, a maneira como encaram os desafios do mundo é muito diferente das gerações de professores(as), da qual eu faço parte.

Tudo é muito rápido, tudo, absolutamente tudo, inclusive seus amores que eu vejo iniciar e terminar na velocidade de um bit.

Observando o comportamento de meus alunos(as) chego a conclusão que as tecnologias disponibilizadas pela rede mundial de computadores têm a cara da juventude, a sua face alegre.

Talvez isso explique as dificuldades que os professores(as) têm para incorporá-las em suas práticas cotidianas e educacionais.

Fico na sala de informática por horas, admirando aqueles garotos cibernéticos. Fico pensando o quando é preciso aprender com eles sobre a vida, sobre as mudanças que estão ocorrendo no mundo.

O problema que observo em relação aos professores(as) é que poucos de nós nos inserimos neste admirável mundo novo. Não consideramos importante “perder” horas observando a boa nova que se anuncia, bem ali pertinho, em uma pequena sala, onde nossos alunos esculpem um futuro que nunca imaginamos que pudesse existir….


Na imagem os meus alunos(as): arquivo pessoal

novembro 24, 2010 at 2:46 pm 1 comentário

A vida é tão simples…

Na caixa de entrada do meu e-mail encontrei uma mensagem que reforçou a convicção que venho formando  sobre o significado da vida.

A vida é muito simples. Nós é que complicamos as coisas em buscar a cada dia explicações mais complexas sobre seu sentido.

Recorremos a ciência, debatemos teorias e nos protegemos em argumentações que dificilmente podem ser contestadas.

Somos seres seguros de nossas convicções e temos a resposta na ponta da língua para explicar o que é a vida.

Mas o que é a vida, afinal??

Diria o poeta, sem recorrer a argumentos científicos ou a convicções teológicas, que a vida é bonita, é bonita, e é bonita… Nada mais que isso!!

É bonito receber um email e nele encontrar o sentido da vida.

Um simples e-mail que diz tanto sobre as pequenas coisas que podemos fazer, sobre os pequenos gestos, sobre nosso compromisso com a educação.

Tudo pode ser tão simples. Basta a gente não complicar!!!

Leia:

BLOG DA ESCOLA SOUZA FRANCO É PREMIADO.

Quinta-feira, 18 de Novembro de 2010 22:46
De:
“jose oliveira” <jrcoliv1@hotmail.com>
Para:
“Alice Viana” <alice.viana@yahoo.com.br>
Colegas, Amigos, Professores e a todos que receberem esse e-mail, boa noite. 

É  com enorme satisfação, e reconhecimento pelo trabalho desenvolvido, que informamos que o BLOG da Escola Visconde de Souza Franco (soufran.blogspot.com), ganhou o 1º lugar no 3º Concurso de Blogs das Escolas Públicas de Belém. (Escolas Estaduais).

Essa idéia que surgiu na Secretaria de Educação quando nossos Colegas Professores do Nucleo de Tecnologia em Educação (NTE) começaram a difundir a criação dos BLOGs, e tendo na linha de frente o Professor Franz Kreuter a nos orientar em cursos no NTE, a idéia prosperou e várias Escolas começaram a divulgar o que produziam. E não era pouca coisa.

A partir daí começamos a dar visibilidade as ações e projetos que as escolas públicas estaduais estavam desenvolvendo. E não era só a comunidade da escola que acessava nossos blog’s, os acessos vinham da Europa, Asia, America do norte, A. Latina. Começamos a ser vistos pelo mundo, tudo só aumentou a nossa responsabilidade em divulgar, cada vez mais, de forma criteriosa, as nossas ações.

O nosso agradecimento a todos aqueles que contribuiram direta e indiretamente para o desenvolvimento do Blog da Escola.
– Com certeza o Prof. Luis Cavalcante, que foi e é um entusiasta de qualquer ferramenta que envolvesse tecnologia para divulgarmos o que era produzido nas escolas.
– Aos Colegas do NTE, ao Juscelino Hernandes, ao Marcelo a Joseane, mais ainda aquele “caboco” chamado FRANZ KREUTER que com sua maneira peculiar nos inspirou a criar os blogs nas escolas, bem como, aos demais Colegas (me perdoem não mencionar todos).

-Vocês não tem noção da emoção que causaram na Prof. Rosana Elleres (alias alguns viram sim a felicidade dela) na Prof. Socorro Santos e em mim Prof. José Oliveira e espero também na Comunidade do SOUFRAN. Os três, particularmente, que sempre procuramos trabalhar de forma coesa, estamos transpirando orgulho pelo trabalho desenvolvido e pelo reconhecimento.

-Só podemos dizer obrigado, obrigado e obrigado.  E pedindo a todos que acessem o nosso blog “soufran.blogspot.com“.

Atenciosamente,

José R. C. Oliveira
Professor – Sala de Informática
Escola Visconde de Souza Franco

Imagem: Google

novembro 22, 2010 at 11:49 pm Deixe um comentário

Posts antigos


novembro 2010
S T Q Q S S D
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Meu twitter

Contador do Diário

  • 303,157