O blogueiro e as pombas

novembro 1, 2012 at 1:39 pm Deixe um comentário

Dois dias não tem aula na escola onde o blogueiro tenta trabalhar.

Havia tantas pombas que aulas não eram possíveis ministrar.

Tinha em cima da carteira e sentada no ombro da menina que não parava de namorar.

Pombas bonitas, pombas ternas, pombas que na escola não paravam de chegar.

Centenas de pombas a desfilar. Uma verdadeira revoada!

Minha escola era um pombal, minha vida um poema de Raimundo Correa recitado pelo professor Bené, aquele que ensinou a blogueiro a postar:

As pombas

Vai-se a primeira pomba despertada…

Vai-se outra mais… mais outra… enfim dezenas

De pombas vão-se dos pombais, apenas

Raia sanguínea e fresca a madrugada…

E à tarde, quando a rígida nortada

Sopra, aos pombais de novo elas, serenas,

Ruflando as asas, sacudindo as penas,

Voltam todas em bando e em revoada…

Também dos corações onde abotoam,

Os sonhos, um por um, céleres voam,

Como voam as pombas dos pombais;

No azul da adolescência as asas soltam,

Fogem… Mas aos pombais as pombas voltam,

E eles aos corações não voltam mais…”

Égua! Esta minha vida é pombal

Imagem: Google

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Procurando o rumo A Hora da Educação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


novembro 2012
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Meu twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Contador do Diário

  • 303,625

%d blogueiros gostam disto: