Vexame

abril 17, 2012 at 1:47 pm 1 comentário

O blogueiro não ficou surpreso com o fiasco do início do ano letivo nas escolas da rede estadual de ensino. E vai enumerar três motivos para o vexame:

1) A SEDUC passa por uma crise de gestão sem precedente. Os tucanos parecem que perderam de vez o bom senso e ficam batendo cabeça acreditando que a propaganda que pagam a peso de ouro nas mídias tradicionais pode substituir a realidade do ensino público no Pará.

Estão tão mal que é a primeira vez em três décadas que o ano letivo é iniciado sem que a portaria de lotação seja publicada, o que causa inquietações, inseguranças e gera insatisfações na comunidade escolar;

2) Veja o caso do tal programa de escola em tempo integral. Ele já é um malogro em seu nascedouro. Segundo o Jornal dos Maiorana apenas três das dez escolas contempladas com ação pela SEDUC conseguiram iniciar precariamente o ano letivo.

Como temos mil e duzentas escolas na rede estadual dez unidades de ensino não representa muita coisa. Por isso, qualquer gestor que tivesse juízo, algum neurônio no cérebro e compromisso com a educação teria anunciado que o programa seria implantado inicialmente como experiência piloto.

Mas o desejo de produzir factoide e esconder a enorme crise que atravessa a SEDUC prevaleceram em detrimento as recomendações feitas pelos bons técnicos que existem na Secretaria. Um bom observador diria que o tiro pode sair pela culatra e que a escola de tempo integral pode se transformar no maior fiasco educacional do governo tucano;

3) A rede estadual inicia o ano letivo com menos cem mil matrículas. Este fato pela sua gravidade deveria se melhor debatido pela sociedade paraense. A fuga dos alunos da escola pública pode encontrar explicação na ascensão da chamada nova classe média, que cansada de sucessivas greves, do descaso governamental e das péssimas condições de ensino das escolas públicas paraenses, estaria matriculando seus filhos(as) nas escolas particulares.

Afinal, no imaginário da nova classe média a única diferença entre o ensino público e o privado reside no fato que no segundo os alunos(as) têm aula todo dia.

Tal situação pode ser muito ruim para os trabalhadores de educação, mas é favorável ao governo tucano, que apesar das perdas de recursos, saberá tirar vantagem da situação para consolidar sua política de desmonte do ensino público.

Em matéria de desmonte os tucanos são imbatíveis!!!!!

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Delenda est VEJA Caiu a porcaria de lotação

1 Comentário Add your own

  • 1. Servidor  |  abril 17, 2012 às 4:38 pm

    Você foi perfeito em sua colocação, também acredito que a fuga dos alunos da escola pública, favorecerá o governo que não tem compromisso algum com a educação.
    Os responsáveis, muitas vezes, fazem um sacrifício financeiro para pagar escolas particulares para seus dependentes, muitas nem não são melhores do que a públicas, mas tem atividades todos os dias.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Meu twitter

Contador do Diário

  • 303,430

%d blogueiros gostam disto: