Mosqueiro

abril 14, 2012 at 9:41 am Deixe um comentário

Vou embora pra mosqueiro

Pra Pérsia não tenho dinheiro

Lá tomarei banhos de praia!

Não sou rei,

Não sou porra nenhuma

Ninguém sabe o meu nome

E quando estiver cansado

Deito na beira do rio

Ato a minha rede

Desconecto-me do mundo

Esqueço do Facebook

Mando mundo todo se danar

Peço perdão ao poeta Manuel

Mando chamar a mãe-d’água

Pra me contar as histórias

Que no tempo de menino

gostava de escutar.

Vou embora pra mosqueiro

Pasárgada nem pensar…

Imagem: Google

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Minha casa, minha vida Pecados

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Meu twitter

Contador do Diário

  • 303,448

%d blogueiros gostam disto: