O blogueiro, o LOP, a liberdade de imprensa e o PIF

novembro 23, 2011 at 8:08 am 1 comentário

Pode parecer estranho para os leitores(as) o envolvimento do blogueiro com uma querela que envolve o clube Paysandu, afinal seu coração é azulino desde pequenino quando disputava peladas no bairro do Jurunas.

Ele era o melhor goleiro do bairro, ídolo da torcida, aclamado pelas multidões nos célebres torneios que disputava no campo do São Domingos, onde um dia a felicidade silenciaria em função da instalação de uma subestação da CELPA.

Poderá parecer incomum o blogueiro defender a atitude do Presidente do Paysandu de impedir a entrada do grupo RBA no templo bicolor. Acontece que LOP (Luiz Omar Pinheiro) tem toda a razão.!!!

O Pravda Amarelo nunca praticou o bom jornalismo no Estado do Pará, portando não pode reivindicar o sagrado direito a liberdade de imprensa assegurado em nossa Carta Magna a um bando de fofoqueiros e futriqueiros de plantão, que manuseiam a pena ao sabor do vil metal.

Naquele mercado persa, onde se pechincha até a dignidade humana e a ninguém é assegurado o direito de defesa, que não passa de um ilustre membro do PIF (Partido da Imprensa Fofoqueira), termo cunhado pelo presidente do Papão para designar uma imprensa de baixo nível, que se dedica a “maricagem”, ao péssimo jornalismo, chantagem e conspiração.

Como me arrependo. Deveria ter tomado a mesma providência quando pilotei uma certa Secretaria!!!!!!

Leia a nota do Pravda Amarelo:

LOP impede grupo RBA de entrar na Curuzu

Na entrada da Curuzu, as portas ficaram fechadas para o grupo RBA

A liberdade de imprensa não existe mais na Curuzu. Na tarde desta terça-feira (22), por ordem do Presidente, Luiz Omar Pinheiro, o jornalista Jorge Luis Rodrigues, do Diário do Pará, foi impedido de entrar no estádio para trabalhar na cobertura diária do time. A determinação foi repassada pelo porteiro da Curuzu, que disse ainda que a proibição se estendia a todos os profissionais que atuam no grupo RBA de Comunicação.

 Foto:  Google

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

A hora e a vez da discórdia Batatas

1 Comentário Add your own

  • 1. Nazaré Barbosa  |  novembro 24, 2011 às 12:21 am

    O Pravda Amarelo aproveitou para detonar o Luís Omar em sua edição de hoje.
    Presidente não se deixe abater por essa Imprensa fofoqueira, ela não tem moral para criticar nem o cocô do cavalo do bandido. É vendida!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


novembro 2011
S T Q Q S S D
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Meu twitter

Contador do Diário

  • 303,912

%d blogueiros gostam disto: