Os quatro desejos

novembro 16, 2011 at 7:39 am Deixe um comentário

Greve de professor é chata e a maneira como é conduzida acaba afastando a gente de nossos alunos.

É incrível como sinto saudade daquela desordem organizada da escola onde trabalho.

Depois de 40 dias e 40 noites de penitência reencontrei com um dos meus alunos que criei laço de afinidade paternal. Foi um encontro rápido, porém cheio de novidades.

Fiquei feliz em saber que o Lourinho está bem. Nele não percebi nenhuma contusão destas que costumam atormentar a carreira e a vida dos grandes jogadores de futebol.

Quem disse que o homem e a mulher foram feitos do pó da terra? Pelo que observei no menino fomos criados a partir de sonhos e desejos. Esses dois elementos movem as nossas vidas, desde que a serpente ofereceu a maçã pra Eva.

Eu também tenho os meus desejos. Uns bons e outros não tão maus.

Entre os bons, desejo que meu aluno um dia quando passe por aquela viela que separa sua realidade de vida da escola encontre a lâmpada do gênio. Em minha opinião Lourinho seria muito mais merecedor da lâmpada, pela sua inocência, do que o ambicioso Aladim.

Ao gênio faria bem mais que três pedidos. Seriam quatro desejos. Os mesmos que um dia ele me confidenciou na sala de informática:

1) Lourinho desejaria ser o Neymar.

Já tem o cabelo e o talento, que é tanto invejado pelos adversários da Vila Belmiro, localizada na baixada do Tapanã;

2) Construir um Asilo.

Nunca imaginei que tivesse um coração tão altruísta. O menino nutre sentimentos que faltam a muitos do adultos que convivi;

3) Namorar todas as meninas da Escola Aldebaro klautau sem distinção de credo, cor, classe, opção política ou situação estética.

O talento para o futebol ele tem de sobra e se o gênio atender o seu pedido o sucesso virar e com ele o dinheiro que alguns afirmam não trazer felicidade. Pode até não trazer, mas desconheço algum rico que deseje dele abdicá-lo. Nadando em dinheiro o aluno-menino escutaria todos os dias as meninas da escola gritarem: “Lourinho faz um filho em mim!!!”

4) Levar o Mal Falado, o seu cãozinho, para tomar um banho de loja nos melhores Pets da cidade.

Mal Falado seria transformado em Dólar e viveria novas aventuras acompanhado pelas Glórias e o novo Lourinho Riquinho do bairro.

No mundo real o Lourinho segue a vida, eu sigo a vida, o mal falado também.

Todos nós seguimos a vida, inclusive o gênio da lâmpada e a Júlia que servia, quando tinha aula, um lanche delicioso pra minha turma de informática do Klautau.

Aliás, Júlia sabe o quanto um vegano sofre nessas horas!!!!

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Foto do dia Quem cumpre a lei do piso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


novembro 2011
S T Q Q S S D
« out   dez »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Meu twitter

Contador do Diário

  • 303,912

%d blogueiros gostam disto: