Archive for maio 29, 2011

A CPI da ALEPA e ocaso tucano-peemedebista

A carta do ex-marido de Daura Hage, publicada por um veículo de comunicação neste domingo, demonstra a maneira sórdida como operava o esquema de corrupção na ALEPA.

Revela, ainda, o nome e sobrenome de um dos seus principais operadores, o Senador Mário Couto do partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), eminência parda do governador Simão Jatene.

A carta-bomba revela como operava o esquema criado pelos tucanos paraenses na Assembleia Legislativa, esquema que foi levado as últimas consequências pelos ex-presidente Domingos Juvenil, sócio de legenda do ex-governador Jader Barbalho.

O documento revelador indica o final que terá a aliança tucana-peemedebista que governa o Pará, que pelo andar das investigações (ainda vamos ver passar muita água por baixo dessa ponte) deve sucumbir e morrer semelhante a dois náufragos abandonados no meio de um mar de lama.

Aliás, qualquer leitor mais atento deve inferir que a missiva tivesse vindo à tona durante o processo eleitoral de 2010, o resultado das eleições teria sido outro bem diferente. O tucanos estariam completamente nus e sua majestade, o desgovernador de pé de barro jamais seria guindado a situação de governador de milhões de paraenses.

O sistema de arrecadação na ALEPA, segundo as revelações da carta redigida pelo ex-marido de Daura Hage, funcionava com base em chantagens, fraudes, extorsões e, inclusive, ameaças de eliminação física dos participantes que não conseguissem se manter fiel aquele sistema de arrecadação que alimentava as ambições pessoais e as campanhas políticas eleitorais.

Em determinado trecho, José Carlos Rodrigues, ameaça entregar o esquema caso sua ex-esposa não pague as dívidas com a Receita Federal da Empresa de Tapioca que administrava.

Então, Rodrigues ameaça:

Pede pro principal beneficiário o teu senador ou vende um dos teus patrimônios e resolve até dia 20/05.”

Rodrigues acaba revelando que o chefe da quadrilha que operava o esquema de corrupção na ALEPA era o senador tucano Mário Couto, como todo cidadão poderia intuir, a julgar pelo prontuário que exibe o ex-bicheiro.

Em outro trecho o autor da missiva nomeia os demais participantes do esquema que assaltavam o dinheiro público na ALEPA. Cita o nome da Deputada Cilene Couto, Rosa Hage e Júnior Hage, atual Secretário de Estado, Trabalho, Emprego e Renda (SETER).

As revelações da carta- bomba joga mais lama na Assembleia Legislativa e tira o véu das reais razões que fazem o PSDB e PMDB se oporem de forma tão contundente a instalação da CPI da corrupção naquela Casa de Leis.

Os dois partidos são os malfeitores que articularam o esquema que sangrava os cofres públicos e seus principais beneficiários.

Semelhante a dois irmãos siameses, inseparáveis parceiros tentando barrar qualquer investigação na Assembleia Legislativa, correm o risco de serem reduzidos a pó nas eleições que se aproximam.

Quanto à citação na tal carta do blogue do Barata, uma lição deve ser aprendida pelos juízes de nosso estado.

A blogosfera é o pesadelo dos corruptos e ladrões do dinheiro público. A censura, quase sempre, está à serviço dos malfeitores, dos assaltantes do erário, daqueles que devem e temem.

Recomendo às juízas que censuraram aquele blogue que cometam o haraquiri.

O haraquiri é um dos mais intrigantes e fascinantes aspectos do código de honra do samurai e consiste na obrigação ou dever do samurai em suicidar-se em determinadas situações, ou quando julga ter perdido a sua honra.

O que se esperar da toga que rasga a Constituição Federal?

Leia a carta _ Parte 1

Leia a carta _ Parte 2

Imagem: Google

Carta: Pravda Amarelo

Anúncios

maio 29, 2011 at 2:26 am 5 comentários


Meu twitter

Contador do Diário

  • 308,524