Archive for maio 25, 2011

Morte e Vida Extrativista

Dedicado a José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espirito Santo

Esta cova em que estás, com palmos medida

É a conta menor que tiraste em vida

É de bom tamanho, nem largo, nem fundo

É a parte que te cabe deste assentamento

Não é cova grande, é cova medida

É a terra que querias ver protegida

É uma cova grande pro casal defunto

Mas estarás mais unido a tua Maria

do que já estavas no mundo

É uma cova grande pra tão pouco defunto

Porém é mais seguro do que te sentias no mundo

É uma cova grande pra tão pouca carne

Mas à floresta dada não se abre a boca

É a conta menor que tiraste em vida

É a parte que te cabe deste assentamento

(É a terra que querias ver protegida)

Estarás mais bem guardado que estavas no mundo

Os que te mataram e seus mandantes

não conseguiram calar a tua boca

em tua cova ampla

estarás mais falante

do que estavas em vida!

Adaptação da Composição : Chico Buarque sobre poema de João Cabral de Mello Neto

Imagens: Google

Anúncios

maio 25, 2011 at 7:46 am 2 comentários


Meu twitter

Contador do Diário

  • 305,175