Governo Jatene nomeia mais um ficha suja

fevereiro 16, 2011 at 2:41 am 26 comentários

O blogueiro recebeu de uma leitora, uma denúncia sobre a nomeação de mais um ficha suja no governo tucano.

Trata-se de um importante dirigente do Partido Popular Socialista (PPS) presidido no Estado do Pará por nada mais, nada menos que o Deputado Federal Arnaldo Jordy, eleito pela aliança demo-tucana, que jura que é “ficha limpa”.

Segundo nossa fonte, no dia 26 de janeiro de 2011, o Diário Oficial do Estado (IOEPA) publicou a nomeação de um preposto de Jordy para o gabinete do seu correligionário e vice-governador Helenilson Pontes, um renomado advogado tributarista e professor da USP.

Helenilson, pela sua formação acadêmica e pelo cargo que ocupa, deveria ser mais criterioso na escolha de seus assessores diretos.

Por que digo isso? Muito simples! É que a mesma leitora observa que o Sr FRANCISCO POTIGUARA TOMAZ FILHO, foi demitido da FUNAI por infringir a Lei 8112/90, o Estatuto dos Servidores Públicos Federais, de acordo com a portaria n 789 de 24 de abril de 2008, assinada pelo Ministro da Justiça.

Potiguara do PPS, valeu-se do cargo público que ocupava para lograr proveito pessoal, agindo em detrimento da dignidade da função, procedendo de forma desidiosa, um comportamento comum entre aqueles acostumados achacar o erário.

O assessor ficha suja do professor Helenilson foi, ainda, enquadrado no Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por improbidade administrativa, lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional e está impedido de assumir qualquer cargo público no governo federal.

Apesar de Potiguara do PPS ter recebido a pena máxima prevista em lei, foi premiado com o cargo de assessor da vice governadoria, recebendo a polpuda quantia mensal de R$ 3.000,00 (três mil reais), mamando nas contingenciadas tetas da viúva paraoara.

Um cidadão trabalhador perguntaria: como pode alguém com tal prontuário e que está inabilitado para exercer a função pública à nível federal assessorar o segundo homem na linha sucessória estadual?

 

Veja a portaria

PORTARIA Nº 1.218/2011-CCG DE 26 DE JANEIRO DE 2011

A CHEFE DA CASA CIVIL DA GOVERNADORIA DO ESTADO EM EXERCÍCIO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Decreto nº. 2.163, de 6 de abril de 2006, e

CONSIDERANDO os termos do Ofício nº. 019/11-CGVG,

R E S O L V E:

nomear FRANCISCO POTIGUARA TOMAZ FILHO para exercer o cargo em comissão de Assessor, código GEP-DAS-011.4, com lotação na Vice-Governadoria, a contar de 1º de janeiro de 2011.

REGISTRE-SE, PUBLIQUE-SE E CUMPRA-SE

CASA CIVIL DA GOVERNADORIA DO ESTADO, 26 DE JANEIRO DE 2011.

SOFIA FEIO COSTA

Chefe da Casa Civil da Governadoria do Estado em exercício

Fonte: IOEPA

Neste link a portaria de constituição da comissão do PAD.

http://www.funai.gov.br/ultimas/boletins/boletins_2007/pdf/bol08pp.pdf

E aqui, a portaria de demissão:

http://www.in.gov.br/imprensa/visualiza/index.jsp?jornal=2&pagina=20&data=25/04/2008

Imagem:Google

Anúncios

Entry filed under: Sem categoria.

Uma pizzaria chamada ALEPA Prontuário de Jáder, segundo os Maioranas.

26 Comentários Add your own

  • 1. Anônimo  |  fevereiro 16, 2011 às 1:05 pm

    Égua, Professor a Élida Braz é uma cobrinha perto desse aí.

    kkkkkkkk

    Responder
  • 2. Anônimo  |  fevereiro 16, 2011 às 5:26 pm

    Ficha Limpa é um tema bom para a campanha. O canalha paga propina ao guarda para não ser multado e alivia a consciência votando no Arnaldo. É uma maravilha.

    Responder
  • 3. Morena da SEDUC  |  fevereiro 17, 2011 às 2:20 am

    Até agora o Governo Jatene só tem produzido factóides. Governar que é bom nada. O Sr. sabe que eu não votei no PT, pelas muitas cagadas que fizeram no governo, mas tô achando que este governo pode ser muito pior que o passado. Até nosso salário agora não sai no mês em curso. Bora ver se agora em fevereiro eles voltam a pagar no mês.

    Sua amiga morena da SEDUC-SEDE

    Responder
  • 4. JOÃO RAIMUNDO DA SILVA SOSUA  |  fevereiro 17, 2011 às 12:36 pm

    Prezado Luiz Cavalcante
    Na nossa história, ainda quando estudante na UFPa, nos defrontamos mais com outros socialistas do que com os segmentos mais conservadores. Com certeza um desses socialistas que nos enfrentou foi o Francisco Potiguara, impetuoso, ágil em suas colocações e “inimigo” feroz dos petistas. Certamente se não o conhecesse hoje e guardasse apenas as suas lembranças do tempo de academia, poderia comungar com seu comentário sobre esse indigenista, que através de concurso na FUNAI passou a desenvolver trabalho reconhecido por centenas de profissionais e indigenistas de todo Brasil, pelos próprios índios e por intelectuais ligados a esta questão. Há necessidade de se reconhecer que existiu o processo e a realidade de sua demissão, pelo simples e absurdo fato de que o próprio Chico reconheceu ter usado recurso destinado a uma finalidade para outra finalidade e, com certeza, um recurso que qualquer cidadão riria ao saber do valor, ainda que a administração tenha que solicitar o correto, em que pese a dose do remédio, que deixa de ser dado a ex-prefeitos e outros gestores desonestos por patologia. É preciso, então, conhecer da realidade e, estranho, que você não tenha atentado para esse aspecto, ou será que há outro interesse por trás dessa estranha postagem?
    Posso lhe assegurar que a vida do Chico Potiguara é infinitamente mais modesta do a nossa, sem carro, sem casa, sem bem material algum. Certamente não conhecemos e nem podemos conhecer a realidade, mas, professor, com certeza a vida desse camarada se assemelha a de muitos educadores que dedicam suas histórias à formação de crianças, jovens e adultos, vendo outros usarem os recursos públicos para enriquecer e, ao final, ter como resultado o desprezo. Certamente o Chico não precisa se sentir atingido moralmente, ainda que materialmente ele se abale, pois, sua história e a vida que tem assumido refle a integridade que nenhum processo administrativo pode atingir. Talvez não tenha a mesma capacidade os que se adornam de paletó e grava, nunca foram demitidos e sustentam o padrão de vida de dar inveja aos verdadeiros marajás. Esta postagem é apenas para repara uma injustiça que, cujo comentário ainda que pareça sustentado em fato legal, requer maior aprofundamento e conhecimento, como cabe a um pensador. Por fim, colega e amigo Professor, não cabe comparar esta nomeação ao Estado com outras das gestões passadas, pois, com certeza a capacidade do Chico, que poderá ate ser demitido, é, mais uma vez, infinitamente, superior a muitos que no passado já exerceram cargo de confiança. Resta-me o lamento!
    Abraço e Parabéns ao Yury e à Professora e amiga Maria.
    ________________________________________________________________________________________________________________________
    Blogueiro,
    Divulguei postagem, conforme o solicitado.
    Tudo que escrevi foi com base em uma denúncia de uma leitora e são fatos que não podem ser negados.
    O serviço público tem regras que devem ser respeitadas.
    Caro João se ele não tem competência para prestar conta de um simples suprimento de fundo como pode exercer uma função de assessoria na vice-governadoria?
    E quando ele receber um suprimento de fundo o que pensarão os funcionários da Casa?
    Quando o PPS estava na oposição era defensor mor da ética. Agora que chegou ao poder encontra argumentos subjetivos para justificar uma situação injustificável.
    Independente do valor Potiguara cometeu um ato irregular e mereceu ser punido.
    Se for demitido da vice-governadoria ( o que eu duvido) não será algo imerecido.
    Blogueiro

    Responder
  • 5. PPS das origens  |  fevereiro 17, 2011 às 6:50 pm

    Professor Luis,

    Potiguara deveria ser não só exonerado da função de Assessor do Governo, como sair de nosso partido.
    O PPS, fundado em 1922 para ser a expressão da revolta da classe operária contra a exploração capitalista, vem se tornando sublegenda do PSDB e valhacouto de mauricinhos oportunistas. Entre eles esse senhor.
    Só cumpriu as decisões que lhe interessavam. Em 1996, mesmo com o Partido apoiando Edmilson Rodrigues, fez campanha para o Ramiro. Em 2000 juntou-se ao caveira para apoiar Duciomar. Em 2002, apoiou Jatene desde o começo. Tudo por conta de sua visceral antipatia ao PT.
    Para esse senhor política é coisa de entranhas, não de programas e acordos.
    Mesmo alertado sobre o caráter de Potiguara, nosso presidente Jordy nunca fez nada para discipliná-lo ou afastá-lo dos quadros partidários.

    Sou do PPS e acredito no socialismo. Mas tenho que admitir que fatos como esses nos envergonham. Se já não bastassem o PSDB nos tratando como esposa, e os petistas afirmando que de socialistas não temos nada, ainda temos que aturar a nova pecha de ficha suja.

    Por fim, como um profissional tão qualificado não sabe a que se destina um suprimento de fundos? E, ainda, o PSS vai justificar seus erros por conta dos erros dos outros?

    Responder
  • 6. Ed R  |  fevereiro 17, 2011 às 9:44 pm

    Esse “CHICO” parecer o porcão da foto acima.

    kkkkkkkkkkk

    Responder
  • 7. Patrick Aguiar  |  fevereiro 18, 2011 às 12:59 pm

    A internete é um instrumento poderoso quando usado de forma correta esta suposta “leitora” que não a dignidade de identificar – se deveria avaliar a trajétoria do PPS e do Chico e envergonhar – se e o blogueiro também de chama – lo ficha suja como descreveu bem o João perto de Sarney, Jader, Paulo Rocha, o òperário Lula que possui um tripléxe e uma famosa praia paulistana o DUDU rapaz que responde a inumeros processos. E para o PPS nas Origens O Chico só fez campanha pro PSDB depois de muito debate politico.
    Eu de minha parte tenho este camarada como um exemplo junto com o João de politica séria honesta desde sua juventude como ele não é rico nem poderoso é facil criticar critique os lá de cima sitados meu caro blogueiro pessa a renucia do prefeito, as contas do ex- presidente?.

    ___________________________________________________________________________________________________________________

    Caro Leitor,
    Seu argumento é muito contraditório. Para ser coerente peça pro Arnaldo falar o seguinte para o governador:

    Jatene:

    Libere todos os ladrões de galinhas da cadeia. Eles cometeram menos pecados do que os políticos paraense;
    Rompa com o PMDB e coloque todos os fichas sujas indicados por Jáder pra fora do governo;
    Declare-se publicamente arrependido de ter apoiado o malfeitor DUDU para prefeitura de Belém;

    Sobre o polêmico denunciado ( que por questão de respeito aos meus leitores não publiquei muito dos comentários contra ele) fica a pergunta que não quer calar: se resistiu tanto a aliança com o PSDB por que não mostrou o mesmo ímpeto em relação a sua própria nomeação.

    Aliás, é lamentável se recorrer a comparação dos malfeitos alheios pra justificar os que estão acontecendo em seu próprio partido.
    O leitor há de concluir com muita razão: político é tudo igual!!!!!

    Responder
    • 8. Zulmira Chagas  |  fevereiro 18, 2011 às 3:57 pm

      Prof. Cavalcante,

      Vovó já dizia: “Pimenta no dos outros é refresco, meu filho”. Ocorre que por opção política, o PPS, partido do Potigura, Jordy e Helenilson tornou-se a baladeira do mundo.

      Fez uma escolha: afirmar princípios de correção e probidade na coisa pública e associar estes princípios à prática política do PPS (às vezes propalando como sendo o único e exclusivo portador da Ética).

      Muito salutar esta atitude. E penso até ser correta e necessária. Contudo, o partido precisa assimilar que está sujeito às “tentações da carne” de um sistema politico viciado, de financiamento de campanhas complicado, clientelismo etc.

      o PPS, como os outros partidos, não foge a esta regra. Mais ainda, ao chegar ao poder junto com o PSDB e seus aliados, TODOS os agentes públicos e seus ATOS estão sujeitos à contestação da sociedade que, não é bom esquecer, paga os seus respectivos salários.

      Temos visto pelos blogs o verdadeiro aparelhamento da Fábrica Esperança por um militante do PPS, Sr. Alyrio Sabbá, que empenhou-se pela eleição do Deputado Jordy. Inclusive, ambos (e mais uma dezena de outros políticos, inclusive do PT) estão sendo denunciados pelo Ministério Público Federal por compra de votos, veja link do site da Procuradoria da República:

      http://www.prpa.mpf.gov.br/news/2010/noticias/mpf-entra-com-29-processos-por-irregularidades-na-campanha-eleitoral

      E agora esta história do tal Assessor que soubemos por meio do seu blog. E que, defesas à parte, até agora nada de concreto foi dito para desqualificar sua postagem. No mérito, TODOS os termos estão intactos.

      E o Sr afirma ainda que o mesmo é dirigente do PPS. Fiz uma busca no google e descobri que o Assessor Potiguara é Secretário de Formação Política do Partido no Pará. Veja link do blog do PPS:

      http://pps23pa.wordpress.com/2011/01/04/liderancas-do-oeste-do-para-filiam-se-ao-pps/

      Ou seja, além de Assessorar o nosso vice governador, o Sr. Potiguara é responsável por “formar” a militância do PPS no Pará. Portanto, não se trata de qualquer militante. Sua atuação no governo, ao virar Assessor, passa agora a interessar à opinião pública em geral.

      Vejo que as pessoas não estão preparadas para receber questionamentos pela forma como os defensores de Potiguar reagiram à postagem. Tentando ora insinuar que há interesses escusos nela, ora justificando que o “crime” de Potiguar é menor comparado a outros já conhecidos (Jader, Paulo Rocha, Dudu).

      Penso que o blogue está de parabéns pela matéria e espero que continue a fiscalizar os atos e agentes do governo Jatene.

      Finalizo com uma frase do Ministro do STF, Marco Aurélio Mello:

      “O chicote da moralidade é muito bom. O problema é que muda de mãos”

      Bjs, me aguarde no forrobodó amanhã.

      Zulmira Chagas

      Responder
  • 9. Francisco Potiguara Tomaz Filho  |  fevereiro 18, 2011 às 2:33 pm

    Senhor Professor Luiz Cavalcante.

    Permita-me tomar o seu precioso tempo, para prestar alguns esclarecimentos a respeito do seu post “Governo Jatene nomeia mais um Ficha Suja”.

    O senhor não tem idéia do efeito devastador que o seu post produziu sobre a minha pessoa. Não creio que a intenção fosse exatamente esta, mas conseguiu produzir um efeito da minha absoluta desmoralização. Parabéns.

    Quem lhe informou sobre os fatos relativos à minha demissão, omitiu importantes informações, ou por má fé pura e simples ou por desonestidade.

    Elogio em boca própria é vitupério ou cabotinismo, e eu não vou perder meu tempo com isto, mas procure saber sobre a minha conduta em mais de duas décadas prestadas ao indigenismo, e veja o que dizem os mais importantes nomes da antropologia e da causa indígena ao meu respeito. Incluso nomes notoriamente petistas como por exemplo o atual presidente da FUNAI, o paraense Márcio Meira. Veja se na boca de algum deles existe alguma coisa que desabone a minha conduta, principalmente, que eu tenha me apropriado de algum recurso público ou sucumbido à corrupção. Lanço este desafio ao senhor e a todos os que estão aproveitando a carona e achincalhando o meu nome.

    O senhor não sabe, e não tem a obrigação de saber, mas a FUNAI, é um órgão absolutamente atípico e não se compara a nada do serviço público.

    Como o senhor acha que deveria agir, alguém que tem responsabilidade e respeito ao ser humano, chegar em uma lancha com 50 índios, de madrugada, em uma cidadezinha que não tem banco, qualquer comércio legalizado ou lojas registradas junto a receita estadual, e estes índios estarem com fome, exaustos depois de dois dias de viagem no rio? Será que caberia pagar do próprio bolso as despesas de alimentação, por vezes remédios, combustíveis e outras mais? Pois eu fiz isto. Centenas de vezes. E o faria novamente, quantas vezes mais fosse necessário. Não importa o que digam a respeito da minha honra Estes fatos aconteceram e centenas destes índios, que passaram corriqueiramente por esta situação, ainda estão vivos e podem dizer se eu minto.

    Por tantas destas situações e outras mais diversas, eu tirei dinheiro do meu bolso e arquei com as responsabilidades que cabiam a mim, e assim é até agora nos dias atuais, se funcionários da FUNAI, não agirem assim, pode ser a diferença entre a vida e a morte, de seres humanos iguaiszinhos a nós.

    Por isto, meu caro Professor, a FUNAI foi minha devedora inúmeras e diversas vezes. Cheguei a acumular crédito de mais de dez mil, para receber junto a FUNAI. Os funcionários que atuam no órgão podem atestar se eu estou falando a verdade ou não. Pergunte para o Administrador Regional da FUNAI, Juscelino Arlindo do Carmo Bessa, se eu estou mentindo.

    Em 1997, no final do ano, havia um crédito à meu favor de mais de sete mil reais, o administrador da época, emitiu um suprimento de fundos em meu favor e me autorizou a emitir uma nota fictícia de combustíveis no valor de três mil e duzentos reais, para ressarcir, parte dos meus créditos. Assim foi feito e continua sendo feito até hoje, senão a FUNAI para.

    Passados três anos, funcionários da FUNAI, que tinham posicionamentos antagônicos aos meus, foram em Capitão Poço e casualmente souberam desta história, e produziram documentos para me denunciar. Foi aberta uma sindicância e posteriormente um PAD, e eu, não neguei o que havia feito. Fui réu confesso, porque mentir, não é uma prática usual no meu perfil.

    Durante o processo disciplinar, ninguém depôs contra mim, a única acusação foi o documento original e o meu próprio depoimento admitindo os fatos. A comissão pediu apenas uma advertência para mim, e justificou que os fatos eram normais e corriqueiros na FUNAI. Procure saber dos autos e veja se eu minto.

    Pois bem, fui demitido, e quando saiu no Diário Oficial em 2008, eu estava em Brasília, em Reunião com o doutor Márcio Meira, presidente da FUNAI, que havia me convocado para uma missão muito espinhosa para resolver umas broncas pesadíssimas, junto aos índios isolados Suruwará em Lábrea no estado do Amazonas. Segundo o doutor Márcio Meira, precisava de um indigenista de ponta para segurar e resolver a bronca, e este indigenista era eu.

    Naquele momento, em que eu soube da minha demissão, o Márcio também se mostrou surpreso e falou que não havia assinado minha demissão, como de fato pude comprovar posteriormente, pois foi assinada por um seu substituto, que não me conhecia.

    Eu recebi centenas de e-mail’s de solidariedade e críticas à minha demissão, inclussive do ex-presidente da FUNAI, Mércio Gomes que trabalhou comigo na Frente de Atração Awá-Guajá, e sabe do meu verdadeiro caráter. Obtive apoio do Brasil todo e até de países estrangeiros. Para um “ladrão desqualificado” como tentam me caracterizar, um “Ficha Suja”, é estranho obter tanto reconhecimento.

    Nada disto foi capaz de superar o impacto, que eu senti com a minha demissão, nem as homenagens que eu recebi durante o Fórum Social Mundial, em Belém, no início de 2009. Procure saber se isto é verdade ou se eu estou mentindo.

    Professor, o poeta Ferreira Gullar, escreveu certa vez que: “Um homem se humilha se castram seus sonhos…. Seu sonho é sua Vida…. e a Vida é o Trabalho…. E sem o seu Trabalho…. Um homem não tem Honra…. e sem a sua Honra…. Se morre e se mata… Não dá prá ser feliz….

    Tenho certeza de que esse juízo de valor que o senhor fez ao meu respeito, não corresponde a realidade, mas eu me curvo serenamente e aceito que o senhor pense da maneira que o senhor quiser, a democracia pressupõe o contraditório, mas o senhor está muito longe da verdade.

    Os julgamentos precipitados ou de má fé, sem procurar saber dos meus esclarecimentos, só fazem aumentar a minha dor de ser tachado de ladrão, quando eu tenho a absoluta certeza de que não agi assim.

    Eu estive a frente de centenas de missões de combates a madeireiros, invasores de terra indígena, garimpeiros, traficantes de drogas, todo tipo de delitos. Nunca fui acusado de prevaricar ou facilitar a vida desta gente, pelo contrário, recebi acusações de excessos da própria Policia Federal. Estive em Roraima na área Yanomamy, e comandei a apreensão de centenas de diamantes, no meio da selva amazônica, acredite, nem um mísero destes diamantes, foram parar nos meus bolsos, como era prática comum de funcionários e até de militares e policiais que agiam nestas operações. Eu nunca permiti isto e nem me vali de benefícios próprios. Procure saber se isto é verdade ou se eu minto.

    Minha última missão pela FUNAI, eu comandei uma operação que apreendeu 57 mil metros cúbicos de madeira no nordeste paraense, mais de 10 carretas, 06 tratores de grande porte e outros veículos menores. Se eu liberasse uma só carreta ou alguns metros cúbicos de madeira, minha conta bancária amanheceria recheada. Isto nunca aconteceu, pelo contrário à única conta que eu possuo, está bloqueada no Banco do Brasil, por dívidas que eu tenho acumulado ao longo dos anos. 15 dias atrás eu fui despejado de maneira humilhante de um apartamento em que morava, por não conseguir pagar os aluguéis. Para um “ladrão dos cofres públicos” é uma bela trajetória.

    Eu compreendo que as razões políticas façam as pessoas terem julgamentos precipitados, mas falsear a verdade, não pode ser argumento honesto. Um tal de PPS das Origens, diz um monte de besteiras e inverdades ao meu respeito. Ou esta pessoa é débil mental, não me conhece ou é mau caráter mesmo.

    Dizer que eu sou anti-petista feroz. É hilário. Eu votei no Lula em todas as eleições que ele participou, inclusive contra a orientação do meu partido. Pergunte a quem me conhece de fato, se isto não é verdade. Eu estive em campos opostos ao PT, na minha militância estudantil e também partidária, mas nada que interditasse o reconhecimento das coisas importantes e sérias que o PT realizou e certamente irá realizar.

    Eu entrei no PPS em 1999, portanto é uma deslavada mentira que eu tivesse descumprido a orientação do partido em 1996, contra o Edmilson, que aliás é meu amigo particular e de quem eu tenho a honra de haver votado as duas vezes em que foi eleito e feito campanha abertamente ao seu favor. Edmilson, quando era deputado fez uma saudação pública em meu favor em uma sessão especial na assembléia legislativa, então não procedem as acusações deste idiota, que se diz PPS das Origens.

    Dizer que eu apoiei Ramiro Bentes e Duciomar, só um demente pode afirmar isto, quem me conhece sabe que nunca fiz isto, pergunte ao João Raimundo se isto é verdade.

    Arremata dizendo que eu apoiei Jatene em 2002, contra a orientação partidária. Loucura total. Eu assessorava o Hildegardo e fiz parte da coordenação de sua campanha. Quanta idiotice.

    Eu conheço o Jordy, desde os cinco anos de idade, já que temos a mesma idade, e por uma coincidência, eu fui vizinho de uma tia dele na infância. Estivemos juntos no MR-8, nunca fui do PCB, e nos aproximamos novamente a partir de 1999, quando entrei no PPS. Eu estou cada vez mais convencido de que Jordy é um político excepcional e diferenciado, e não preciso puxar seu saco para me credenciar junto a ele. Nos conhecemos o suficiente para convergir em muitas coisas e divergir em outras tantas.

    Gostaria de uma vez por todas declarar que esta é a verdadeira história destes fatos, e que se pensasse melhor quando se quisesse achincalhar as honras das pessoas. Foi um sofrimento violento para mim, mas foi muito pior para minha família.

    Não pedi para ninguém que se evitasse a minha exoneração, eu não me presto a este tipo de coisa. Se a decisão do Vice-Governador for esta, eu me curvo serenamente e aceito como normal, já que não me apego a cargos, e vou tocar minha vida para frente.

    Tenha sucesso e paz nas suas atividades.

    Um abraço.

    Francisco Potiguara Tomaz Filho
    ____________________________________________________________________________________________________________
    Blogueiro,

    Todos nós quando optamos pela vida pũblica estamos sujeitos as crĩticas e a exposição de nossas vidasm pessoas.
    Todos os fatos mencionados na postagem tem amparo em documentos que Senhor inclusive reconhece.
    O fato de ter admitido os erros ( apesar de ser uma posição que respeito) não o exime da punição.
    O que você declara no texto mostra que a comissão agiu na conformidade da lei e o Ministro da Justiça fez cumprir o resultado do PAD.
    Nâo houve injustiça ou a decisão se caracterizou como perseguição politica.
    Acredito que Senhor cometeu um grande erro se não informou ao vice governador da existência do fatos relatados no post.
    Se assim procedesse ele não estaria exposto a um grave constragimento.
    Sobre a polĩtica, é assim mesmo. Não duvido que os militantes do PPS fariam o mesmo caso o senhor fosse do PT.
    E não considerariam os sentimentos de sua família ou da minha ou de quem quer que seja.
    Este é o mundo real|!

    Responder
    • 10. Andre Gutierrez  |  fevereiro 23, 2011 às 3:33 pm

      Professor Cavalcante, diante de tudo que foi exposto pelo Sr. Francisco Potiguara, e lendo sua resposta em seguida, me parece que o Senhor tem dificuldade em exprimir um simples pedido de desculpas. Afinal, ela é devida, já que foi sua a iniciativa de publicar suposta denúncia “de uma leitora” anônima. O Sr. não é um jornalista, portanto não tem obrigação de apurar o que escreve, mas como tem canal aberto para alcançar a opinião pública e como seu blog conquistou alguma visibilidade e deve ter leitores frequentes, deveria ter mais cuidado antes de divulgar “denúncias” de leitores sobre a vida alheia. Não conheço o Sr. Potiguara. Não sabia de sua existência antes deste post. Também não o conheço, professor. Mas entendo que, como educador, a ética deve ser um de seus pressupostos em todas as ações públicas ou de interesse público. E não há ética em aviltar a vida alheia, ou dar espaço a isso. O Sr. parece tão altivo (soberbo até) ao condenar o Sr. Potiguara, mas não parece atentar para sua própria posição de educador e os deveres que tem para com a sociedade. A postura de acusador infame, que não se aprofunda nas questões antes de julgar seus méritos, certamente, não combina com a do professor que todos almejamos para nossa sociedade. Faça um favor a si e ao seu blog, escreva com mais humildade e interesse na busca por uma informação embasada. Assim, tenho certeza, atrairá leitores mais qualificados, enriquecendo o debate.
      Cordialmente,
      André
      ___________________________________________________________________________________
      Blogueiro
      Todos os fatos são públicos e divulgados na internet. Seja o PAD ou a demissão.
      Portanto qualquer blogueiro tem o direito de escrever sobre o assunto.
      Quanto aos leitores do meu blogue são pessoas instruídas que sabem fazer seu próprio julgamento.
      Sabem ler, interpretar e estabelecer os seus próprios juízos de valor
      Não subestime os leitores(as) de blogue.
      Nosso país não é o Irã, o Egito ou a Líbia.
      Nada de censura na internet!!!

      Responder
  • 11. Flávio Nassar  |  fevereiro 18, 2011 às 6:31 pm

    Em defesa de um amigo
    Recebi por email uma denúncia, publicada em um blog auto-intitulado Diário do Educador, com acusações raivosas contra meu amigo Francisco Potyguara Tomaz Filho.
    Não sei quem é o acusador, se é uma pessoa comprometida com mudanças sociais, pode ser em igual nível de militância que o Xico, mas dificilmente será mais devotado às causas de nossa gente. Por esse comprometimento Xico foi vítima de um complô na FUNAI, levado a diante, não por aqueles amantes da causa indígena, mas justamente pelos traidores desta causa.
    Pode ser alguém que não se conforma com a vontade do povo do Pará que elegeu outro governo, no mínimo, por incompetência do anterior e levou um grande número de “militantes” a perder seus DAS’s. 
    É possível que seja um patife, um oportunista, alguém em busca de alguns minutos de fama.
    Em quase 40 anos de atividade política no Pará, vi se construírem e desconstruírem as biografias da maioria dos nossos atuais líderes políticos, bem como acompanhei a formação dos principais partidos em atuação. Ninguém, nem nenhum partido tem autoridade moral que permita jogar pedra em quem quer que seja, todos tem, pelo menos, telhado de vidro.
    É por isso que estou repetindo um mantra: precisamos de uma reforma política que acabe com este políticos e com a atual estrutura partidária brasileira, eles não atendem mais ao novo Brasil que insiste em nascer.
    Precisamos de uma outra constituinte: livre, autônoma e soberana.
    Viva o Xico !!!
    ____________________________________________________________________________________________
    Blogueiro
    Caro Nassar as denúncias não eram infundadas, por isso foram publicadas. Inclusive no post são comprovadas.
    Nem ele nega.
    Publico seu desabafo de amigo do Senhor Potiguara, que não conheço e pouco menos tenho alguma desavença.
    Mas informo que o meu blogue existe bem antes de vocẽ pensar em criar o seu e não se guia por regras de amizade.
    Liberei no blogue o post com a defesa de Potiguara. O problema é que ele admite que o PAD existiu, que foi reu confesso,demitido da FUNAI e está impedido de exercer cargo público federal.
    São fatos!!!
    Em nenhum momento ele afirma que sofreu perseguição política. Tudo indica que cometou uma falta grave e foi punido conforme a legislação.
    Sobre perder ou não o DAS que ocupa, isso não é problema deste blogueiro, mas do atual governador.
    Eu ganho o pão com o suor do meu rosto.
    Ministro aulas todos os dias. E gosto do que faço!!!

    Responder
  • 12. PPS das origens  |  fevereiro 18, 2011 às 11:18 pm

    Caro Professor,

    Se é para contar história triste, deixe-me falar da minha.

    Cresci na área da Radional, no Jurunas. Filho de mãe operária da castanha no Mutran e de pai estivador, ora nos galpões da Doca às vezes no Porto do Sal. Fiquei órfão de pai aos 12 anos, por conta de uma briga de colegas de trabalho, embriaguês combinada com jogo de porrinha. Minha mãe, ainda bem, continua conosco e ano que vem se aposenta oficialmente, pois há 10 anos eu consigo pagar suas contribuições ao INSS, graças ao meu trabalho.

    Iniciei minha militância política em 1988. Naquele momento tinha 16 anos e estudava a 8ª série na Escola do Rotary. A Trindade convenceu minha familia a apoiarmos o Jordy e, empolgado, filiei-me à UJC. Lembro quando disse à Trindade que votaria no Xerfan, pois ele ia ganhar a eleição e ela me repreendeu: “Você está num Partido, cumpra a orientação”. Desde então só descumpri orientação partidária uma vez, em 2006, pois não via coerência num partido laico apoiar um fundamentalista cristão. Votei em branco naquele ano.

    Em 1989 iniciei o segundo grau no Arthur Porto, pois era o colégio mais próximo de casa, onde eu poderia chegar sem pagar ônibus, mesmo com o risco de ser atropelado na Estrada Nova. Lá fui diretor do grêmio e ajudei na composição da chapa do PCB com o PSB para a diretoria da UMES.

    Entre 1992/95 cursei história na UFPa. O dirigente estudantil naquela época era o Nilton Silva – que eu já conhecia por seu trabalho no movimento comunitário no bairro – que estava se formando em Jornalismo.

    Tenho 15 anos como professor de ensino médio e há 10 dou aulas também em faculdades particulares. No movimento dos professores tenho votado nas chapas do PSTU ou similares. O Partido no qual sou filiado não me dá alternativas.

    A única vez em que tive vontade de sair do PPS foi em 2003, pois o partido era base do governo Lula que naquele momento para mim era igual ao de FHC. Queria ir para o PSTU. Após uma plenária na sede do Partido, lá na Apinagés, Jordy disse: tenha calma pois seremos oposição em breve.Já Potiguara foi radical: não faça isso. Eles não passam de petistas envergonhados.
    Fui um dos que não apoiu Ana Júlia em 2004, no 2º turno. Potiguara foi um dos que incentivou essa postura. O próprio João Raimundo diz aí em cima: “Com certeza um desses socialistas que nos enfrentou foi o Francisco Potiguara, impetuoso, ágil em suas colocações e “inimigo” feroz dos petistas”.

    Potigura diz que veio do MR-8. Justamente a organização mais anti-PT que já existiu. Um colega meu de UNAMA, que foi do “oito” também, me disse que eles iam a qualquer concentração de pessoas para dizer que o PT era cria do Golbery, que só foi criado para enfraquecer o PMDB, chamar o Lula de agente da CIA e outras coisas. E isso era orientação do CC da organização.

    Um amigo ateu de vez em quando me diz: se Jeová fosse gente boa não precisava de Testemunha. Potiguara enfrenta a crítica como quem senta no banco dos réus: elenca muito para dizer que ele é “do bem”.

    Mas o certo é que é arrivista.

    Quanto ao Patrick, minha filha de 14 anos só vai a plenárias do PPS quando sabe que ele vai falar. Ela me diz: ele não é seu genro porque é feinho, mas é muito inteligente.

    Mas o único debate que fizemos para apoiar o PSDB foi: se o candidato for o Mário Couto estamos fora. Qualquer outro valia.

    Participei do congresso de fundação em 1991. Ainda me emociono quando lembro das palavras de Freire: precisamos deixar de ser um partido surfista e termos identidade.

    Por isso, sonho com o dia em que honraremos nosso programa e, se tivemos coragem de romper com o PT – possamos romper também com o PSDB e cumprirmos a tarefa histórica de ajudar o proletariado a se emancipar.

    De resto, assim como o blogueiro, levo a vida com suor de meu rosto. Administro meus poucos ganhos com sobriedade. Não fumo, não jogo nem faço sexo ilicito. Meu único vício é uma eventual cervejas aos sábados com meus amigos.

    Responder
    • 13. Patrick Aguiar  |  fevereiro 21, 2011 às 12:41 pm

      Meu camarada sou casado e bem tenho três filhos sou acadêmico de Direito não dou e nunca dei motivos para que nenhuma garotinha de 14 anos tenha qualquer tipo de admiração que não seja pela minha militância ela e nenhuma outra de qualquer idade já que respeito minha esposa e meus filhos.
      ______________________________________________________________________________________________
      Blogueiro,
      Você é estudante de direito, então escreva direito.
      Para você não passar vergonha tenho que corrigir gramaticalmente seu texto, sempre cheio de erros ortográficos. Mania de professor
      Outra coisa, meu blogue não é um fórum para turma do PPS ficar lavando a sua roupa suja.
      Tem até história de caixinha, vício em jogos de azar e dívidas trabalhistas, em comentários.
      Não publico em respeito aos meus leitores(as).

      Responder
    • 14. Patrick Aguiar  |  fevereiro 21, 2011 às 12:50 pm

      E ao blogueiro se este senhor postar mas alguma contestando minha moralidade e honra vou procurar as vias legas isso serve ‘pros’ dois.
      _____________________________________________________________________________________________
      Blogueiro,
      Se você não está preparado e não sabe com funciona o mundo na blogosfera é melhor ficar calado.
      Use o seu tempo para estudar melhor o direito e sobretudo dobre o direito que as pessoas conquistaram na rua e inclusive com a própria vida de liberdade de expressão.
      Processe quem você quiser, pois neste blogue tudo aquilo que não for homofóbico, racista ou preconceituoso sempre será publicado.
      Aqui não o blogue do Nassar, onde os amigos nunca são criticados.

      Responder
  • 15. José  |  fevereiro 19, 2011 às 11:55 am

    Ok! O publicador do post afirma que sófez divulgar fatos, mas na verdade faz comentários sim dispensáveis do tipo: “mamando nas contingenciadas tetas da viúva paraoara.” Como assim mamando?
    _______________________________________________________________________________________
    Blogueiro,

    Estou em uma festa aqui em casa. Bebi todas e estou mamado. Este é o sentido da palavra!!!
    Como dizia apóstolo Paulo: esse é o sentido da Palavra. Entenda quem o quiser!!!

    Responder
  • 16. JOÃO RAIMUNDO  |  fevereiro 20, 2011 às 4:13 pm

    Não precisamos nos perder em discussões que não levam a lugar algum. Apenas para reparar a colocação do professor de história que se assina como “PPS da oridgens”, quando disse que havia divergências radicais entre o Chico e PT, me referia a nossa vida na UFPa, ele do MR-8 e, á época, as nossas lideranças no ME. Claro que depois, por muitos anos, estivemos juntos em eleições, ainda que em partidos contrários. O PMDB de Ulisses Guimarães em 1989, por exemplo, em que o antigo MR-8 militava, proibiu que o seus militantes votasse em Collor, fizeram campanha pro Lula. O mesmo fez Leonel Brizola, Arraz, etc. Como não tenho mais porque colocar nenhuma postagem sobre este tema, agradeço o espaço e reitero minhas saudações ao blouqueiro.
    _____________________________________
    Seu comentário foi publicado conforme o solicitado.
    Tenha uma boa semana!
    Blogueiro.

    Responder
  • 17. Ribamar Carvalho  |  fevereiro 21, 2011 às 3:08 pm

    Todos os fatos acontecem, naturalmente, dentro de um contexto, e a verdade é sempre descrita pela ótica do observador, considerando-se o ponto de seu observatório. O tal “educador” e a “menina”, supostos fichas limpas, que estão muito incomodados com a nomeação do Chico Potyguara para o gabinete do Vice-Governador do Pará são invisíveis de meu observatório, portanto só me resta fazer suposição sobre eles.
    Eles nunca sujaram a ficha deles como eu e o Chico, pois não precisaram sujar as mãos nem os pés para lutar contra a ditadura brasileira, não devem ter ficha suja no antigo DOPS como nós temos, não têm registros no SNI e muito menos possuem amigos que assaltaram bancos para fazer finanças para lutar contra a ditadura como nós. Eles não têm amigos que sequestraram embaixadores para libertar presos políticos como nos temos. Eles não têm a ficha suja com esta história de sangue e lágrimas.
    Eu conheci o Chico Potyguara ainda garoto no meio desta batalha contra a ditadura, ele ainda tinha a ficha limpa, igual a do “educador do blog” e sua parceira, porém acabou sujando-a no decorrer da luta pela causa operária. Depois que nós juntamente com o povo brasileiro derrubamos a ditadura e conquistamos a democracia, o Chico foi trabalhar na FUNAI e lá abraçou a causa indígena com a mesma disposição com que lutara contra a opressão da ditadura. O episódio funesto acontecido na FUNAI, ao qual o “educador ficha limpa” se refere foi a aplicação incorreta de uma verba para atender a uma necessidade urgente de uma tribo indígena, o processo correu à revelia e marcado por perseguição política.
    Eu quero aqui desafiar o “educador ficha limpa” a sujar suas mãos limpas para ler e divulgar os Autos do processo, o valor envolvido, etc. Eu cobro isso porque conheço e confio no Chico Potyguara, acredito que será muito útil no gabinete do Vice-Governador. Não sei se serei atendido pelo “educador”, pois não conheço a sua ficha, nem tampouco a sua honra, porém me parece que é um sujeito perfeito, e como diz a canção, “quem se acha perfeito arranjou um jeito de ser insosso, sem carne e sem osso”, ou seja, carece de coragem.
    ===================================================================================
    Blogueiro
    Fui preso pelo Dops por apoiar a luta de sem teto. Preso, também, por apoiar luta por meia passagem de estudante. Fui jogado dentro de um camburão do temido PATAM por apoiar a luta de feirantes e participei da campanha das diretas Já, onde muitos dos meus companheiros de lutas foram presos. Outros já tinham frequentado os porões da ditadura e foram vítimas de torturas.
    Mas nenhum deles adquiriu imunidade por ter lutado contra ditadura, imunidade ética ou privilégio de cometer erros administrativos e ficar impune.
    Suas indagações deveriam ser feitas a FUNAI, onde Potiguara trabalhou, respondeu um PAD e foi demitido.
    Isto é um fato. Na política não adianta tentar tampar o sol com a peneira.
    Aja como o Márcio Meira que gosta muito do Potiguara, mas não confunde amizade com relações profissionais.
    Quanto a valor ser irrelevante. Sou funcionário público e sei que a lei deve ser aplicada indiferente aos valores envolvidos.
    Você sabe disso, mas acha que a política, com seus caminhos quase sempre tortuosos, pode justificar tudo.
    Alguns petistas pensam do mesmo jeito!
    Não foi POTIGUARA e nem este superativo blogueiro que fizeram a lei.
    Mas todos nós temos obrigação de obedecê-la na investidura do serviço público.
    Não é verdade que ele não teve direito de defesa no PAD.
    Se assim o fosse, Márcio Meira, que é um homem íntegro e amigo pessoal de Potiguara, teria anulado o processo administrativo, como determina a lei.
    Pelo que entendi dos comentários Potiguara deveria ter medo da própria sombra no partido que escolheu militar!!!!

    Responder
  • 18. Pedro Costa  |  fevereiro 21, 2011 às 4:03 pm

    Professor Luis,

    Vou parafrasear Roberto Jefferson no auge do escândalo do mensalão dando conselhos ao chefe José Dirceu:

    “Ei Chico, sai daí rapaz, tu tá fazendo refém um homem honesto, íntegro”

    Responder
  • 19. Anônimo  |  fevereiro 21, 2011 às 11:41 pm

    Caro Sr,

    trabalho a mais de 15 anos na vice-governadoria toda vez entra esai partido e nada muda. Do pt foi assim tambem. sou concursado e nunca temos vez. Agora esse aí que mecheu no dinheiro da funai. tomara um dia as coisas muden e pessoas sérias assumna o poder e valorize mais os da casa. não me identifico pra não ser perseguido

    obrigado

    Responder
  • 20. Flávio Nassar  |  fevereiro 22, 2011 às 8:31 pm

    Prof. Luis Cavalcante,
    Meu post em defesa do meu amigo Xico foi perfeitamente demarcado no atual contexto das mesquinhas disputas partidárias no período pós eleitoral.
    O PSDB e seus aliados, inclusive uma ala do meu partido PPS, tentam desqualificar os feitos do governo federal, exemplo disso foi a tentativa de chamar de “apagão” a falha técnica no fornecimento de energia elétrica no Nordeste, que eu qualifiquei de “apaguinho” e condenei a postura do presidente nacional do partido, veja meu post aqui.
    No Pará a situação é inversa, o PT, mesmo com todos os avanços que Lula promovia nacionalmente, foi apeado do poder, por ter feito um governo incompetente e envolvido por enormes denúncias de corrupção (ver SEDUC, SEMA, ETC, ETC, ETC, ETC, ETC.), quer agora desqualificar a qualquer custo os vencedores.
    Uma das vítimas tem sido o Jordy, sobre tudo porque usou o mote Ficha Limpa em sua campanha, o que parece irritar estes petistas que viram sua mais equilibrada e promissora liderança no estado – o Paulo Rocha – ser abatido por esta lei.
    A “denúncia” contra o Xico tinha um endereço: Jordy e o PPS. Portanto uma questão política.
    Agora, qual é o problema de ter amigos?
    A amizade faz parte da vida, quem tem amigos, com certeza, é mais feliz, menos rancoroso, menos mesquinho.
    Eu sou do tempo em que se defendia a fraternidade universal, logo a amizade, a fraternidade, tem um profundo significado político neste mundo marcado pela competição desenfreada que se verifica, inclusive, no seio dos partidos políticos.
    Finalmente, talvez você não tenha entendido, não digo que é o Potiguara que vai perder o DAS, digo: Pode ser alguém que não se conforma com a vontade do povo do Pará que elegeu outro governo, no mínimo, por incompetência do anterior e levou um grande número de “militantes” a perder seus DAS’s.
    Quanto ao mérito do que foi apresentado contra o Xico e o fato dele ter admitido ser réu confesso, como você diz, ele já explicou muito bem o que se passou e como as coisas funcionam na FUNAI. Insistir em dolo é má fé.
    P.S: Torça para ter dinheiro para pagar advogados e amigos para defeder sua honra quando os problemas na SEDUC começarem a aparecer.

    __________________________________________________________________________________________________________
    Blogueiro.
    Caro Nassar,
    Dinheiro eu tenho pouco, mas é compatível com a minha vida de professor.
    Ganho 3,500,00 reais por 230 horas.
    Isto porque tenho 28 anos de magistério e incorporei adicional de tempo serviço e gratificação de titularidade
    Verifique com os seus amiguinhos da SEDUC.
    E sou um profissional competente e reconhecido na Secretaria.
    Tudo que tenho foi conquistado com meu suor e com esforço de uma família de trabalhadores.
    Nenhum empresário da SEDUC colocou dinheiro em minha conta bancaria.
    Pergunte para seus amiguinhos. Eles podem verificar com a turma de lá
    Eles têm o hábito de contar um para outro quando corrompem um gestor de plantão.
    Eu, maria e Yuri vivemos muito de acordo com o salário que recebemos.
    É pouco, mas é limpo. E somos felizes.
    Quantos aos problemas da SEDUC eles já apareceram
    Dispensa da Resende de quase de 2,6 milhões feito pelo governo que seu partido faz parte.
    Deve ter ajudado a pagar a dívida de campanha dos tucanos e aliados.
    Outras maracutaias, ainda, no forno virão a tona na SEDUC, em breve.
    Seus amigos são ávidos por pecúnia. São insaciáveis!!!
    É lógico que nada disso será noticiado em seu blogue.
    Afinal, os malfeitores, muitos deles, são seus amigos de aliança partidária.
    Quanto a ficha limpa de Jordy, ela só existe no mundo de Alice que você parece habitar.
    Vou aguardar o resultado do processo que Jordy e Alírio Sabá (PPS) respondem por compra de voto.
    Ah, eles têm muita grana para gastar com advogados.
    Pergunte a eles de onde veio dinheiro pra comprar votos?
    Eles te contarão, se forem sinceros, uma história, bem diferente da alegação que apresentarão ao tribunal.
    Pergunte, Alice Nassar!!!!!!
    Isto é, se você tiver coragem de viver no mundo real.

    Responder
  • 21. PPS das origens I  |  fevereiro 23, 2011 às 2:01 am

    Caro Prof.

    Eu venho acompanhando a discussão em seu blog, não tenho nada pessoalmente contra o chico, apenas divergências políticas, ele diz em reuniões do nosso partido que é comunista, interessante eu tenho simpatia por essa ideologia, mas percebi de que de alguns anos pra cá essa raça está em extinção em nosso partido, principalmente por que em tempos e tempos, pessoas oportunistas em busca de empregos e cargos aparecem, dentre essas pessoas esse dito militante que enche a boca pra dizer que é do PPS se pode aplicar á pessoa de Flávio Nassar, que pelo que sei nunca foi filiado ao PPS, e aí faço o desafio: Flávio quando foi a última reunião que estivestes no PPS?
    Até onde sei sempre se aproxima quando o partido está na órbita do poder, inclusive a pouco tempo a trás estava rompido com o partido leia-se Arnaldo Jordy, e pela conversa de vários camaradas que compõe o metier do finado MR8, ficava detonando o Jordy. entendo até á defesa pois a única pessoa mais intragável que o chico é o Nassar, Um verdadeiro xarope!
    _____________________________________________________________________________
    Blogueiro,
    Tenho acompanhado as discussões de vocês em meu blogue.
    Não fico incomodado com o calor dos debates.
    Libero quase todos os comentários. Menos aqueles que extrapolam o bom senso.
    O espaço continua aberto.
    Espero que o blogue esteja contribuindo para o debate interno do partido.
    Agora entendi porque alguns leitores que vieram do blogue dele passaram a ser leitores do meu.
    Deixam mensagens elogiosas as minhas crônicas e a linha editorial do Diário de um Educador.
    Abraços!!!!!!
    Blogueiro

    Responder
  • 22. carlos silva  |  março 1, 2011 às 6:26 pm

    Gente essa lavagem de roupa suja não vai terminar bem. Ainda bem, que hoje estou aqui no Distrito Federal e não preciso me envolver num debate tão baixo nivel como esse, ficha limpa, ficha suja.
    Eu estava numa plenária do pt, era candidato a vereador o Edmilson prefeito do pt, e poderia falar sobre origens de dinheiro pra campanha e muito ficha limpa de agora poderia rapidamente virar ficha suja amanha.

    Responder
  • 23. Giovanni Nogueira  |  março 14, 2011 às 9:46 pm

    Caro professor,
    também venho acompanhando a discurssão em seu blog, sobre questões políticas e outras, porém a primeira me pareceu a mais calorosa. Eu professor venho de uma família onde minha mãe tem um pouco mais de tempo na ciência de educar, certo que ela já está aposentada, mais quando estava digamos na ativa, militava pelo PT, nossa ,não se podia falar mal dos estrelas vermelhas que lá em casa a jiripoca piava. Lembro-me também, que minha mãe falava, que, no dia que colocassem um trabalhador para governar o Brasil, as coisas seriam diferentes, é verdade, ela estava certíssima, nós vimos um trabalhador no poder e do lado de um grande industrial, nós vimos também, um salário minímo aumentar tanto quanto a ideologia pregada a tempos atrás,, nós vimos greves de vários sindicatos, muitos desses criados pelo PT, nós vimos Dirceus, Rochas, Elenices, nós vimos também corações vermelhos se despedaçandos em tristezas e desilusões. Eu vi também professor a minha vizinha aqui no interior do nordeste do Estado, conceber a “força” 11 crianças para ganhar as Bolsas do Governo do Trabalhador, e construir sua casa(cada parede poderia levar o nome de 1 filho, eo teto quem sabe o nome de Lula o filho do Brasil). E agora lendo o seu blog, vi o quanto o sr. professor se contenta com tampouco,, comparado com a sua vontade e sapiência pra classificar um ficha suja e um ficha limpa.
    Pois minha mãezinha coitada, não consegue mais nem vestir vermelho, pior ainda se na roupa estiver um estrela.
    ______________________________________________________________________________________
    Blogueiro,
    Pelo jeito sua mãe é uma exceção.
    Lula terminou o seu governo com mais de 80 por cento de popularidade.
    Lula mudou a Brasil e a vida dos mais pobres.
    Enquanto FHC/DEM/PPS passaram para história com partido da reação conservadora e identificado com Neoliberalismo.
    Aliás, as duas Gestão do PPS no Pará:Marituba e Tucuruí são exemplos de como governar contra o povo e a favor do bolso de gente corrupta.

    Responder
  • 24. Giovanni Nogueira  |  março 15, 2011 às 3:24 pm

    estimado professor,
    no bairro onde moro, a minha popularidade também e considerável, pois como o nosso amigo Lula faço assistencialismo a várias pessoas, seja com donativos, remédios, até mesmo em espécie, tenho uma frequência assídua, assim como os 8 anos do Lula.
    Porém professor, fico pessando na minha popularidade, quando não poder mais ajudá-los. Realmente o Lula mudou a vida dos pobres, simplesmente ele criou ao longo tempo um exército de dependentes financeiros, essa é uma bomba que quando estourar, fará tanto estrago, quanto a previdência social.
    Professor, a minha mãe não é exceção, conheço muita gente que não concorda com a grande capacidade do PT de não cumprir com a sua ideologia.
    fico meditando, quem seria o candidato do PT para a prefeitura de belém? visto que a última representante coitada como governadora foi uma excelente bancária.
    _________________________________________________________________________________________________
    Blogueiro:
    Sua mãe mora provavelmente em Marituba e Tucurúi exemplos do modo Pepessista de Governar, talvez por isso não goste do Lula nem da Dilma, Ela gosta de Jatene e Serra. Acha um horror empregada domestica ter cartão de crédito e o povão viajar de avião.
    Ela apoiará o Arnaldo, aquela deputado que se diz ficha limpa, apesar de responder processo pela compra de voto.
    Ela sonha transformar Belém em uma nova Marituba.
    Mas o povo não vai deixar!!!!

    Responder
  • 25. Prof. Paulo  |  março 15, 2011 às 6:14 pm

    Professor,

    O Diário de um educador tá demais. Tem até leitor ultraconservador como este aí defendendo seus pontos de vista.

    Este blog é um show de democracia. Igual a que o Lula fez no governo. Pois veja, Lula: 1) Nomeou TODOS os procuradores da República indicados em pelo colégio do MP; 2) Nomeou TODOS os reitores das IFES indicados em primeiro nas listas tríplices encaminhadas, inclusive o da Briosa UFPA, Carlos Maneschy; 3) Foi o presidente que mais realizou concursos públicos, dotando a máquina com profissionais de carreira; 4) Realizou um sem número de conferências setoriais para ouvir a sociedade; 5) Rejeitou o terceiro mandato. etc, etc,

    E a Dilma está indo no mesmo caminho: Fortalecendo o Estado para melhor atender as pessoas, principalmente os mais fragilizados (que precisam recorrer às políticas compensatórias). Prezado Prof. Luis, eu não preciso lhe dizer que isto é um soco no estômago das viúvas do neoliberalismo.

    Agora, pergunte ao reacionário leitor qual foi a postura do FHC/PSDB com relação a estes temas?

    Por isso (e por muitas outras coisas mais) que a Universidade de Coimbra vai conceder o título de Dr. Honoris Causa ao Lula.

    Fatos são fatos. O resto é potoca.

    Boa tarde,

    Prof. Paulo
    (um lulista orgulhoso)

    Responder
  • 26. Giovanni Nogueira  |  março 15, 2011 às 7:54 pm

    não professor,
    minha mãe ao contrário, é uma pessoa muito bem instruída e moradora da capital, quanto a questão de uma empregada doméstica possuir cartão de crédito, não quer dizer que essa classe bastante desassistida pelos governantes, começou a ter poder de compra no governo do PT, não foi o poder de compra caro professor que aumentou, e sim, o governo do seu amiguinho lula que aumentou o crédito, creio que o senhor como educador já deve ter lido sobre a Teoria Keynesia.
    agora quanto a questão de apoiar ou não o Jordy se é desilusão, não sei, porque se eu comparar com a proesa do ex colega dela, o paulo rocha, o Jordy ainda está gatinhando.
    Professor, “O eco mais longo que se pode ouvir, é o som do choro de quem não aceita uma derrota.”
    ________________________________________________________________________________________
    Blogueiro
    O PPS é um partido reacionário, que tem como parceiros o DEM e PSDB.
    Apoiou José Serra para presidente, herdeiro do FHC que não fez grande coisa pelo país e é rejeitado pelo povo brasileiro que admira a gestão do presidente LULA.
    O governo do PT foi tão bem avaliado pelo povo que Dilma foi eleita presidenta, sem precisar do seu voto e de sua reacionária mãezinha que não gosta de ver gente pobre melhorar de vida.
    Quanto ao Jordy, ele não é marinheiro de primeira viagem na política e sabe muito bem como se organiza um caixa dois.
    O que ele não sabe mesmo é prestar conta dos recursos de campanha a justiça eleitoral.
    Aprenda uma coisa meu reacionário leitor, em política nunca se deve meter na história as mães, principalmente quando elas são conservadoras.
    Afinal, mãe é mãe, vaca é vaca!!!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Meu twitter

Contador do Diário

  • 304,473

%d blogueiros gostam disto: